Segurança na Internet das Coisas, será que esta pronta?

0
382

Mesmo sendo considerada o futuro da vida on-line, a chamada IoT (Internet of Things, no português, Internet das Coisas) segue dividindo opiniões. Dessa vez, a novidade levantou dúvidas a respeito da segurança oferecida ao utilizador, revelando que este é um cenário que ainda tem muito a caminhar.

Vulnerabilidades e Desconfianças

Uma pesquisa realizada em março de 2016, pela IOActive – empresa de consultoria de segurança web – revelou que o maior desafio envolvendo a IoT ainda é a falta de segurança dos dispositivos envolvidos. Segundo a pesquisa, 7 em cada 10 profissionais de segurança acreditam que menos de 1/4 dos dispositivos inteligentes são capazes de fornecer a segurança necessária para o utilizador. Para piorar, 5 em cada 10 desses profissionais afirmam que a segurança é encontrada apenas na proporção de 1 em cada 10 dispositivos.

A preocupação nesse caso diz respeito à vulnerabilidade na conexão dos aparelhos, já que seguindo o princípio da chamada Internet das Coisas, tudo estará conectado à Internet, recebendo e transmitindo dados diretamente do utilizador. Ou seja, qualquer brecha de segurança será capaz de ir além de ações como a invasão do dispositivo ou roubo de informações pessoais, incluindo ainda a ocorrência de falhas e erros no dispositivo em questão.

internet-of-things (1)Ameaças x Investimento em Segurança

Por sorte, a preocupação com a segurança fornecida pelos dispositivos não é alvo somente de pesquisas, contando também com a expectativa de esforços palpáveis nesse sentido. Exemplo disso é que, segundo a Gartner – empresa de consultoria – os gastos mundiais dirigidos ao desenvolvimento de segurança IoT devem chegar à soma de US$ 348 milhões em 2016, representando um aumento de 23,7%, se comparado a 2015.

De acordo com o Gartner, esse valor só tem a aumentar, subindo para US$ 547 milhões em 2018 e, atingindo um ritmo ainda mais acelerado depois de 2020.

A pesquisa apontou também que a inclusão de normas mínimas de segurança, assim como o lançamento de atualizações obrigatórias, estão entre as estratégias a serem utilizadas para conquistar a confiança dos consumidores – o que aumentaria a procura por dispositivos IoT.

De qualquer forma, mesmo em meio aos avanços, é importante lembrar os utilizadores que, assumir um comportamento preventivo em ambiente on-line é a melhor tática a ser adotada, sendo indispensável também realizar o download de um bom antivírus e pesquisar atentamente antes de adquirir dispositivos que possam pôr em risco sua privacidade.

Fonte Alfredo Beleza: TechNet

DEIXE SUA RESPOSTA