O que você pode fazer em caso de golpes em compras na...

O que você pode fazer em caso de golpes em compras na internet?

318
0

A chegada da internet abriu uma infinidade de portas para os consumidores e vendedores no mundo todo. Graças à grande rede, fazer negociações e concretizar compras se tornaram ações corriqueiras e fáceis de realizar. Em poucos minutos, dá para encontrar um produto, realizar o cadastro na loja online, efetuar o pagamento e pronto. É só esperar o item chegar.

No entanto, nem tudo são flores quando o assunto são compras na internet. Não faltam casos de pessoas que já foram enganadas por lojas online fraudulentas, vendedores desonestos, produtos em desacordo com o anunciado, roubo de dados bancários e muitos outros casos que infelizmente também marcam essa era da internet.

Mesmo seguindo criteriosamente todas as recomendações de segurança do mundo, alguns ainda podem acabar caindo em armadilhas por causa de um descuido ou uma armadilha muito bem armada. Para esses casos, algumas dicas muito importantes podem resolver ou pelo menos amenizar a situação problemática.

1. Mecanismos do próprio site

Se o site for confiável – recomendações de como descobrir isso na parte de prevenção abaixo –, ele provavelmente vai oferecer mecanismos de defesa para os consumidores. As lojas online geralmente disponibilizam vários canais para contato, como email, chat online e telefone. Já os sites que atuam como mediador entre o comprador e o vendedor oferecem meios de disputas caso haja algum problema na negociação.

Se possível, recorra aos canais de comunicação da loja online.
Se possível, recorra aos canais de comunicação da loja online.

Utilizar esses mecanismos é a forma mais rápida e segura de resolver um perrengue, independente de qual seja o tamanho dele. É evidente que essa recomendação pode não ser a solução para todos os problemas, mas geralmente é o primeiro passo a ser tomado caso alguma inconsistência seja detectada.

2. Procure as autoridades

Caso o consumidor se encontre totalmente desprovido dos mecanismos oferecidos pela loja ou pelo intermediador, ou mesmo se o resultado final não agradar, a recomendação é procurar as autoridades competentes para resolver o problema. O Procon – Programa de Proteção e Defesa do Consumidor – é a alternativa correta para lidar com fraudes, golpes e enganações por parte de vendedores e lojas online.

Procure o Procon em caso de golpes e fraudes.
Procure o Procon em caso de golpes e fraudes.

O Procon é uma fundação presente em diversos estados e municípios brasileiros e tem como principal objetivo organizar e colocar em prática as normativas de defesa do consumidor. Como os processos do órgão podem variar dependendo da situação, a sugestão e procurá-lo com o máximo de informações possíveis e obter recomendações de como proceder.

3. Contado com a operadora do cartão

Para o caso de compras com o cartão de crédito, a sugestão, depois de identificar a fraude ou o golpe, é procurar a operadora responsável pelo cartão para comunicar o ocorrido. Esse recomendação provavelmente vai ser dada pelo Procon, mas é bom reforçar a importância disso para evitar perdas financeiras significativas. Vale lembrar que isso também deve ser feito caso os dados bancários parem nas mãos de criminosos.

Prevenção: ainda é o melhor remédio

Se você teve a sorte de não cair em nenhum golpe, é sempre bom continuar nessa mesma situação. Para isso, aquela máxima válida para a saúde humana também pode ser aplicada aqui: a prevenção é o melhor remédio. Se o consumidor tomar os devidos cuidados, pode até viver uma vida de comprador assíduo e compulsivo sem passar por nenhum problema.

Porém, se você descuidar de alguns princípios básicos, pode se encontrar em uma verdadeira dor de cabeça. E o pior: sem dinheiro no bolso e sem o produto/serviço adquirido. Vamos a algumas dicas práticas de como prevenir golpes em compras na internet.

1. Confira a reputação do site

Princípio básico para prevenir golpes em compras nas lojas online. Se a negociação está envolvendo um site fraudulento ou mesmo falso, não há motivos para acreditar que a transação vá ser concluída sem nenhum “problema” – isso se não acabar em um verdadeiro desastre. Mas como saber se o site é confiável?

O site tem uma boa reputação entre os outros consumidores?
O site tem uma boa reputação entre os outros consumidores?

Existem inúmeras formas de fazer isso, e uma das preferidas dos consumidores brasileiros é ouvir o que os próprios consumidores brasileiros dizem sobre a loja online. O Reclame AQUI, sem sombra de dúvidas, é uma das melhores alternativas. Apesar de não se tratar de uma instituição governamental – o que daria ainda mais prestígio à página –, o site foi criado com o objetivo de atuar como um canal de comunicação entre clientes e empresas de todo o país.

Outro método muito recomendando para averiguar a reputação de uma loja é coferir a sua medalha E-bit. Criada pelo mesmo grupo dono do site Buscapé, a forma de avaliação aplicada envolve um sofisticado sistema de coleta de dados e um relatório diário de verificação da confiabilidade do site. São cinco escalas que definem determinado e-commerce (Diamante, Ouro, Prata, Bronze e Em Avaliação) e que estão presentes em grande parte das lojas online do nosso país.

2. Confira a reputação do vendedor

Se o site através do qual se está fazendo compras funciona apenas como um mediador, é obrigação do consumidor verificar a reputação do vendedor antes da negociação. Esse esquema funciona para sites como o Mercado Livre e o AliExpress, páginas que oferecem um medidor de confiabilidade para os que estão anunciando um produto ou serviço.

Outra recomendação para esses casos é entrar em contado diretamente com os vendedores para acertar todos os pontos da negociação e sanar todas as dúvidas. Porém, nem mesmo isso é garantia de que não haverá problemas, pois pessoas desonestas podem muito bem convencer os consumidores só na lábia. Dê mais crédito para as avaliações e quantidade de vendas do que para as palavras do anunciante.

Esquema de reputação dos vendedores no Mercado Livre.
Esquema de reputação dos vendedores no Mercado Livre.

3. Verifique os certificados de segurança

Apesar de ser a terceira recomendação da lista de prevenção, essa sugestão não perde em importância em relação às duas primeiras dicas. O funcionamento dos certificados é um assunto complexo e foge um pouco do escopo desta matéria. Porém, é importante ter em mente as duas finalidades que eles pretendem cumprir: identificar um site e assegurar que os dados trocados entre o usuário e o servidor dele estejam criptografados.

O método mais prático para consultar se o site possui os certificados de segurança digital é encontrar o selo de Site Seguro – geralmente localizado no rodapé da página. Esse pequeno detalhe é a garantia de que o site está devidamente protegido contra ataques de hackers mal-intencionados, infecção por malwares e clonagem dos dados confidenciais dos clientes.

Certificados de segurança e reputação de uma loja online.
Certificados de segurança e reputação de uma loja online.

 

Estas foram as nossas recomendações sobre como prevenir casos de golpes durante suas compras online e qual procedimento adotar. Gostou das sugestões? Tem algo a acrescentar à matéria? Utilize o link de colaboração ou deixe seu comentário no final do texto!

DEIXE SUA RESPOSTA